quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Megalitismo Alentejano































Anta da Cabeça de Ovelha (Sousel)

sábado, 14 de fevereiro de 2009

O verdadeiro estado das antas alentejanas...V






























Herdade de Fontalva (Évora).
Para além dos 3 esteios da câmara, pouco resta deste monumento que, actualmente, se encontra ameaçado pelo avanço de uma urbanização na herdade (visível no canto superior direito da 1ª foto).

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

A propósito da paisagem na área da Ribeira do Lavre, uma das mais destruídas pelas culturas intensivas de regadio - que conduziram a grandes despedregas e destruições de monumentos megalíticos - refere Manuel Heleno, num dos seus Cadernos de Campo:

"O Vale das Antas, assim chamado pela existência de duas antas no mesmo, fica na margem direita da ribeira do Lavre, próximo do regato do Poço do Pires.
O vale tem uma certa aspereza. Blocos de granito espalhados a esmo, rompendo com frequência no ondulado do terreno.
A paisagem monotona e triste pelo aspecto que lhe dão as azinheiras, debaixo das quais se semeia de ano em ano verdes trigais.
No mato estamos em flor, rosmaninho perfumado, sargaços, medronheiros, murtinheiras, aroreiras"

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

O verdadeiro estado das antas alentejanas...IV














Também podem ser desmanteladas para servirem de adorno aos portões...

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Megalitismo Alentejano
















Anta de São Miguel 2 (Pavia, Mora).
Mais um caso de uma planta em "9". Neste monumento, o corredor encontra-se alinhado com o lado Sul da câmara (será mais em "P"...).