quinta-feira, 29 de julho de 2010

Béziers - Le Crès (França)

O sítio apresenta duas fases de ocupação: uma do Neolítico e outra da Época Romana.
Em relação às estruturas funerárias neolíticas de destacar a grande variedade e densidade de estruturas.
Das inumações individuais às múltiplas, das pequenas às grandes fossas funerárias... tudo parece ter sido planeado. O excelente estado de conservação dos restos osteológicos permitiu identificar idades, sexos e rituais funerários.
Em três das fossas encontravam-se também enterrados 7 canídeos.

sábado, 24 de julho de 2010

Anta de S. Fraústo (Torrão)

A anta de S. Fraústo possui actualmente 9 esteios in situ, de granitos de diferentes granulometrias. O Chapéu é um bloco muito irregular, o que não é comum nos monumentos megalíticos alentejanos (assemelha-se mais aos da Bretanha ou da Holanda).
À entrada encontram-se três fragmentos (um d grandes dimensões) com «covinhas». Dois pertencem ao mesmo bloco, o terceiro não parece colar.
Sobre a mamoa existe um cordão feito de pedras de média dimensão, para além de fragmentos de esteios/tampas de granito.
Trata-se de um monumento que não se parece enquadrar na tipologia das antas alentejanas

terça-feira, 20 de julho de 2010

Necrópole do Pessegueiro (Sines)

A necrópole da ilha do Pessegueiro encontra-se a escassos metros da área do povoado.
Os dois núcleos de cistas, foram intervencionados pelos Drs Carlos Tavares da Silva e Joaquina Soares, na década de 70, do séc. XX.
Existem algumas sepulturas que se encontram agrupadas, numa área central, e outras mais afastadas.
Têm tamanhos diferentes e a matéria prima utilizada também é diversificada.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Anta da Nave Fria 2 (Arronches)

Este monumento megalítico localiza-se nas imediações da Anta da Nave Fria 1, num quintal. De realçar que a sua entrada está virada para o Abrigo Pinho Monteiro...

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Anta da Nave Fria 1 (Arronches)


















Anta 1 da Nave Fria

Na base da Serra da Nave Fria, em terras de alguma aptidão agrícola e não muito distante do Abrigo Pinho Monteiro, encontra-se este monumento megalítico que deverá ser intervencionado no próximo ano, pelo Prof. Jorge de Oliveira.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Anta de S. Gens 1 (Nisa)

Monumento com câmara poligonal de sete esteios, chapéu in situ e corredor curto, com 2 esteios. 
Localiza-se a Norte do caminho antigo de Alpalhão para Tolosa, junto à ermida arruinada de São Gens, sobre a parte mais elevada de um pequeno cabeço.

domingo, 4 de julho de 2010

Dolmens da Extremadura

De Valencia de Alcantara (Espanha)

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Anta do Monte das Pedras (Montemor-o-Novo)





A Anta do Monte das Pedras, foi intervencionada pelo Prof. Manuel Heleno, em Abril de 1935.
Trata-se de um monumento com câmara poligonal de 7 esteios e corredor com 4 esteios de cada lado. O chapéu tem «covinhas» e tinha uma reutilização do período romano (sepultura no inicio do corredor, de tegulae).
Para além do espólio comum em todos os monumentos megalíticos funerários alentejanos (cerâmicas, pedra lascada, pedra polida...), esta anta forneceu também um artefacto de metal, um báculo, e uma peça mais curiosa, descrita por Manuel Heleno como “1 seta de forma curiosa. São duas setas ligadas em seguimento”.
Bib: L. Rocha, 2005