Postagens

Mostrando postagens de 2008

Rituais funerários - II

"El tratamiento que recibe una persona al morir es un reflejo de cómo se comporta ante la muerte y cómo se relaciona com ella el grupo humano del que procede.(.../...) Sólo quando existe una intencionalidad en el tratamiento que recibe el cadáver se habla de práctica funerária. La sepultura se asocia a esta práctica y responde al hecho intencional de depositar los restos de uno o más difuntos para realizar un gesto funerario."
Albert Isidoro e Assumpció Malgosa, in Paleopatología la enfermedad no escrita, p. 15

Alcalar - Estácio da Veiga

Imagem

Antas nas Herdades da Casa de Bragança (Estremoz)

Imagem
Antas das Casas do Canal, intervencionadas pelo casal Leisner, em meados do séc. XX. (LEISNER, G. e V, 1955)
























Casas do Canal 5

























Casas do Canal 1




















Casas do Canal 4



















Casas do Canal 2



Proto-megalitismo do Alentejo Central - 4

Imagem
Sepultura do Deserto 10 (Montemor-o-Novo). Outro dos pequenos monumentos megalíticos intervencionados (e posteriormente tapados), pelo Prof. Manuel Heleno.

Mega Antas - 5

Imagem
Anta da Velada (Montemor-o-Novo): as duas faces de um monumento nacional...




Proto-megalitismo do Alentejo Central - 3

Imagem
Santa Cruz 2 (Brotas, Mora)
Noutros casos, estes monumentos, intervencionados pelo Prof. Manuel Heleno, encontram-se completamente encobertos pela mamoa.

Proto-megalitismo do Alentejo Central - 2

Imagem
Cabeceiras 6 (Brotas, Mora) Pequena sepultura proto-megalítica identificada, e escavada, pelo Prof. Manuel Heleno, na década de 30, do século passado.

Mega Antas 4

Imagem
Anta 2 de Santa Cruz (Brotas, Mora).

Rituais funerários - I

Publicações VI

Imagem
Megaliths Stones of Memory:
uma publicação de Jean-Pierre Mohen, sempre actual.





























































































Megalitismo de Fronteira

Imagem
Conjunto de 7 grandes monumentos megalíticos funerários, alguns em mau estado de conservação. Foram intervencionados por Leite de Vasconcelos na década de 20, do séc. XX.
Estas intervenções tiveram ainda a participação, pontual, de Manuel Heleno que se encontrava no início da sua carreira.





















Anta 1 da Herdade Grande





















Anta 2 da Herdade Grande






















Anta 3 da Herdade Grande





















Anta 4 da Herdade Grande





















Anta 6 da Herdade Grande

Grutas artificiais - I

Imagem
Quinta do Anjo (Palmela) - outros contextos funerários da pré-história portuguesa.
Conjunto de 4 grutas escavadas na rocha, intervencionadas em 1878 e 1907, na sequência da sua destruição, parcial, por uma pedreira. Recentemente reestudadas por Joaquina Soares.
Publicação do Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal/ Assembleia Distrital de Setúbal.

























































Gruta 1. Desenho de A. I. Marques da Costa (1907)



































Gruta 2. Desenho de A. I. Marques da Costa (1907)










































Gruta 3. Desenho de A. I. Marques da Costa (1907)
























Gruta 4. Desenho de A. I. Marques da Costa (1907)






















Painel explicativo colocado no local, no âmbito das Comemorações do 5º Centenário do Foral de Palmela.





















Vista geral da área onde se encontram as grutas artificiais.


Mega Antas - 3

Imagem
Anta - capela de S. Brissos (ou do Livramento). S. Brissos, Montemor-o-Novo. Foto de Ricardo Soares.

Publicações V

Imagem
Editado em Agosto de 2008, o PH 67 (Boletin del Instituto Andaluz del Patrimonio Historico). Coordenação: Leonardo Garcia Sanjuán Edição: Junta de Andalucia Trata-se de um número temático, dedicado ao património megalítico, com a colaboração de vários investigadores e especialistas da área do património histórico e cultural. "Por una parte, se ha buscado que los trabajos que lo conforman empleen aproximaciones y lenguajes asequibles para los lectores no especialistas en Prehistoria, evitando enfoques demasiado estrechamente especializados y discusiones estrictamente académicas. (.../...) Por otra parte, se ha puesto bastante énfasis en que la aproximación al patrimonio megalítico reflejada en este volumen fuera sinceramente multidisciplinar. En este sentido, aunque se da un predominio de los arqueólogos, entre los colaboradores del volume se incluyen visiones procedentes del campo de la arquitectura, la astrofísica, la etnología, la historia del arte, la lingüística, la restauración…

Anta da Caeira

Imagem
Em recente visita ao local, observou-se que um dos esteios do corredor parece resultar da reutilização de um menir, dada a sua forma ovóide.





Antas da Ordem (Avis)

Imagem
Derrubadas, de novo, as vedações, os tractores avançam...

Proto-megalitismo do Alentejo Central - 1

Imagem
Damos início a um novo tema:
as sepulturas proto-megalíticas.



















Na Adua (Pavia, Mora)

Megalitismo de Mora

Imagem
Anta da Adua (Pavia)

Mega Antas - 2

Imagem
Anta 1ª da Mata (Arraiolos).
Monumento intervencionado pelo Prof. Manuel Heleno.