Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Placas de xisto

Imagem
A propósito do recente livro de Katina Lillios, sobre as Placas de Xisto, existe alguma informação disponível, nos sites:
http://arqueo.org/
http://research2.its.uiowa.edu/iberian/

Publicações VIII

Imagem
Já disponível, em PDF, no crookscape. http://www.crookscape.org/textmar2009/text19.html

Megalitismo de Viseu - 3

Imagem
Serra de Mundão














Antas 1














Antas 2

Megalitismo de Viseu - 2

Imagem
Anta de Vale de Cabra 1, quase coberta pela vegetação.
















Anta do Fojo, vista a partir do corredor.

Megalitismo Alentejano - III

Imagem
Anta Pequena do Zambujeiro (Mitra, Évora)

Um monumento? Dois monumentos?




































Aparentemente, um monumento de planta complexa... mas será assim?




















Se observamos com atenção evidenciam-se alguns aspectos "estranhos":
1. Uma câmara rectangular, seguida de outra câmara trapezoidal e um corredor curto;
2. Os esteios da primeira câmara são diferentes dos da segunda e do corredor;
3. São diferentes porquê? São mais alongados e mais estreitos...
4. Os esteios do corredor estão colocados obliquamente...
































Atendendendo a isso, parecem-me existir dois monumentos: o primeiro, uma sepultura proto-megalítica , o segundo uma anta de corredor curto, que se constrói no seguimento do primeiro.

Contextos funerários peninsulares II

Imagem
DOMEN DE MATARRUBILLA - Valencina de la Concepción (Sevilha)
Identificado em 1917












































































Tholos de corredor muito comprido que termina numa minúscula câmara circular; dentro desta uma peça de mármore, quadrangular. Interpretada como altar ou mesa de oferendas. Esta peça quase todo o espaço disponível da câmara e, dada a sua dimensão, foi colocada lá, antes de começarem a construir as paredes do monumento... Paredes de pedra seca e grandes lajes de cobertura.

Contextos funerários peninsulares I

Imagem
LA PASTORA - Valencina de la Concepción (Sevilha)
Identificado em 1860.































































































Tholos de corredor muito comprido que termina numa minúscula câmara circular. Paredes de pedra seca, grandes lajes de cobertura e o chão pavimentado, em xisto. O corredor encontra-se divido, em três partes, através da colocação de esteios que formam uma espécie de portas. A sua orientação, a poente, constituí uma excepção.