Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

IX Congresso Ibérico de Arqueometria (2)

Imagem
Apresentação dos primeiros resultados sobre a presença de cinábrio em monumentos megalíticos funerários alentejanos. Um projecto da responsabilidade de investigadores da Universidade de Évora (CHAIA, CQE e Lab. Hércules) e do Laboratório de Conservação e Restauro José de Figueiredo (IMC).
Este Poster recebeu também o prémio de Melhor Poster do Congresso.
Os nossos agradecimentos a todos os que contribuíram para o sucesso deste trabalho.

Territórios Megalíticos - Mora: Bibliografia

ALMEIDA, A: SILVA, A; LOURENÇO, M. (1979) – Relatório preliminar de actividades arqueológicas desenvolvidas em Pavia – Cabeção, entre Dezembro de 1978 e Abril de 1979. Núcleo de Arqueologia do Liceu D. Pedro V. Lisboa: NUAR.
ALMEIDA, F. de (1971) – Vergílio Correia. Congresso Nacional de Arqueologia. Coimbra, 1970. Coimbra: Junta Nacional de Educação.
ALVIM, P. (2004) – Recintos megalíticos da região da serra de Monfurado e os «Cabeços do Meio-Mundo»: monumentos, paisagem e cultura no Neolítico alentejano. In CALADO, M. (ed) – Sinais de Pedra. Actas do I Colóquio Internacional sobre Megalitismo e Arte Rupestre. Évora: Fundação Eugénio de Almeida.
AZEVEDO, P. (1896) – Extractos Archeologicos das "Memorias Parochiaes de 1758". Archeologo Português Lisboa: [s.n.]. II, p. 137.
AZEVEDO, P.A. (1899 - 1900) – Extractos Archeologicos das "Memórias Parochiaes de 1758". Archeologo Português Lisboa: [s.n.]. V, p. 29.
CALADO, M. (1993b) – Menires, alinhamentos e cromelechs. In MEDI…

Vergilio Correia e o Megalitismo Alentejano (2)

Imagem
“El Neolítico de Pavia”

Em 1921, Vergílio Correia publicou, em Espanha, uma monografia sobre os trabalhos de campo que desenvolveu na área de Pavia entre 1914 e 1918. Nela aborda os aspectos relativos ao megalitismo funerário e aos sítios de habitat com ele relacionados; inclui também alguma informação sobre realidades arqueológicas mal conhecidas que o autor considera como eventuais lugares sagrados. Assim, a sua investigação nesta área pretendia englobar todos os tipos de vestígios arqueológicos deste período como refere na seguinte passagem:
" (.../...) Surgió, pues, naturalmente la división del estudio del Neolítico de la región de Pavia en tres partes muy claras y muy sencillas: lugares de habitación, lugares de sepultura y lugares de religión." (Correia, 1921: 10)
Os locais "de culto" correspondem, nesta perspectiva, aos recintos formados por blocos graníticos e os abrigos naturais ou ainda rochas, cuja erosão provocou formas mais ou menos sugestivas. Complet…

IX Congresso Ibérico de Arqueometria (Lisboa, 2011)

Imagem
Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011


09:00 Recepção dos congressistas e entrega dos documentos
10:00 Inicio dos trabalhos

10:00 Sessão Tema 2: Datação
10:05 Datación por termoluminiscencia de cerámicas de cuevas y cavidades graníticas en el NW de la Península Ibérica. - J. Sanjurjo-Sánchez, J.R. Vidal Romaní, M. Vaqueiro, X.L. Vilar Pedreira, E. Méndez Quintás e R. Costas Vázquez.

10:25 Técnicas para a datação por luminescência de amostras pequenas de cerâmicas cozidas a alta temperatura. - C.I. Burbidge, A.L. Rodrigues, M.I. Dias, M.I. Prudêncio, G. Cardoso.

10:45 Estudos de Luminescência, Mineralogia e Geoquímica no Contexto Arqueológico do Monte Carrascal – Ferreira do Alentejo, Portugal. - A.L. Rodrigues, C.I. Burbidge, M.I. Dias, F. Rocha, A.C. Valera e M.I. Prudêncio.

Coffee break 11:05 – 11:25

11:25 Sessão Tema 1: Biomateriais e estudos paleoambientais
11:30 Bioindicadores para conocer los cambios climáticos y antrópicos en Portugal. - Y. Carrión Marco, E. Badal García e I. Figueir…

Arte Megalítica - Publicações XXIV

Imagem
"No dia 13 de Outubro vai ser apresentado, em Coimbra, o livro de actas das Jornadas realizadas no Sabugal em 2009, sobre estelas e estátuas-menires da Pré à Proto-História, coordenado pela Doutora Raquel Vilaça.
Entre o trabalhos ali apresentados inclui-se estudo de João Luis Cardoso sobre uma estela antropomórfica (desenho seguinte da autoria de B. Ferreira) descoberta no Monte dos Zebros, emIdanha-a-Nova, por membros da Associação de Estudos do Alto Tejo (Mário Chambino e Francisco Henriques), no âmbito do Projecto de investigação Pré-História Recente na Margem Direita do Alto Tejo Português (ALTEJO), homologado pelo então Instituto Português de Arqueologia. O mesmo investigador (João Luis Cardoso) publicou idêntico estudo no volume 22, de 2011, da revista espanhola Complutum."


Vergilio Correia e o Megalitismo Alentejano (1)

Imagem
Circunstancias fortuitas, aunque felices, hicieram que yo escogiese Pavia como punto de partida de exploraciones. El acaso de una conversación con un amigo, la noticia de la existencia de una anta transformada en capilla, y la seguridad de que la región había sido poco explorada (...)”
Correia, 1921: 25


Vergílio Correia (1888-1944)
A arqueologia em Portugal no primeiro quartel do séc. XX, como seria de esperar, foi fortemente influenciada pelo clima de agitação política, social, económica e cultural traduzindo um exacerbamento dos nacionalismos, com um reflexo directo na "procura das origens". Nesta perspectiva, surgiu o conceito de raça e a ideia de que a nacionalidade era algo de biológico, (como se houvesse um tipo físico próprio de cada nação), ideia que se encontra patente em algumas das obras de Vergílio Correia Pinto da Fonseca.
Este investigador nasceu na Régua e veio a concluir o curso de Direito na Universidade de Coimbra (1906-1911), onde se doutorou em Letras, em 1…

Contextos Funerários em Gruta (Sesimbra)

Imagem
Poster de Rosário Fernandes, no congresso da UISPP (Florianópolis, Brasil), que resume a dissertação recentemente defendida na Universidade de Évora.