domingo, 15 de agosto de 2010

Monte dos Condes (Mora)

A mamoa do Monte dos Condes (Pavia, Mora) foi identificada em 1994, no âmbito dos trabalhos de prospecção que se estavam a realizar na área de Pavia (Rocha, 1997). A mamoa apresentava um diâmetro de cerca de 20m x 26m e apenas afloravam à superfície o topo de dois pequenos esteios.

Os primeiros trabalhos arqueológicos realizados em 2009, inserem-se nos objectivos desenvolvidos em projectos anteriores por L. Rocha, sobre o megalitismo funerário do Alentejo Central. A escavação deste monumento pelo seu excelente estado de conservação à superfície, poderá vir a contribuir para a compreensão da génese e evolução dos contextos funerários pré-históricos, neste concelho.

A 1ª campanha, da responsabilidade cientifica de L. Rocha e P. Alvim, trouxe vários aspectos inéditos no contexto do megalitismo funerário deste concelho. De facto, a existência de uma deposição secundária no interior da sepultura, com uma taça inteira, remete-nos para uma reutilização deste espaço na Idade do Bronze (contexto funerário não documentado neste concelho). Por outro lado, a escassez de materiais arqueológicos pré-históricos, à superfície e nas unidades intervencionadas, parece indiciar que esta reutilização não terá destruído os contextos funerários anteriores.



Espera-se que com a campanha de 2010 este, e outros problemas que se encontram em aberto, venham a ser cabalmente esclarecidos...