sábado, 15 de maio de 2010

Toponímia popular para o megalitismo funerário (mamoa)

A propósito das expressões populares relativas aos monumentos megalíticos refere J. Leite de Vasconcellos:

"Para se designarem os monticulos que cobremos dolmens e os restantes monumentos adptão-se no nosso país, embora não espalhados por todo elle, nomes especiaes (.../...) mamôa, mámoa (e mâmoa), mamoinha, mamunha, montilhão e madorra; em Esposende usa-se tambem o nome de mamoelha (.../...).
Todas estas denominações as conheço no Norte e Centro do reino; nas tres províncias do Sul não conheço as este respeito denominações especiaes: Na Galiza (.../...) são correntes os nomes de mámoa, madorra e modorra.
(.../...) Mamunha não passa de simples alteração phonetica de mamoínha; esta última fórma, bem como mamoella, são diminutivos de mamôa ou de mámoa (.../...) mâmoa vem do latim mammüla; quanto a mamôa, é mais difficil dizer como se formou, talvez seja o feminino de mamão (augmentativo de mama), pois, no onomastico ha MAMÕES. Todas estas palavras tem, como se vê, por base o lat. mamma, e representão metaphoricamente o aspecto externo do monumento, comparado com uma mama".

J.L.de Vasconcellos, 1897, Religiões da Lusitânia, vol. 1. p. 249-251