segunda-feira, 28 de março de 2011

Territórios Megalíticos: Reguengos de Monsaraz - ALGUMA BIBLIOGRAFIA

Aldana, P. (2000) - “Un modelo de gestión patrimonial para el sitio prehistórico de “Os Perdigões” (Reguengos de Monsaraz)”, ERA Arqueologia, 2, Lisboa, ERA Arqueologia/Ed. Colibri, p.180-188.

Cabaço, N. (2010) - "Restos faunísticos em contextos do Neolítico Final do Sector Q do recinto dos Perdigões (Reguengos de Monsaraz)", Apontamentos de Arqueologia e Património, 5, Lisboa, NIA-ERA Arqueologia, p.43-48.

Cabaço, N. (2009) - “Restos faunísticos em contexto funerário nos Perdigões, Reguengos de Monsaraz (Sepulcros 1 e 2), Dissertação de mestrado apresentada no Instituto Politécnico de Tomar (Master Erasmus Mundus em Quaternário e Pré-História).

Coelho, M. (2008) - “A fauna malacológica proveniente do Sector I do recinto calcolítico dos Perdigões”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 3, Lisboa, NIA-ERA, p.35-40.

Costa, C. (2010) - "Os restos faunísticos de animais vertebrados do Sector I dos Perdigões (fossas e fossos 3 e 4)", Apontamentos de Arqueologia e Património, 6, Lisboa, NIA-ERA Arqueologia, p.53-74.

Dias, M.I., Valera, A.C., Lago, M. e Prudêncio, M.I. (2008) - "Proveniência e tecnologia de produção de cerâmicas nos Perdigões", Actas do III Encontro de Arqueologia do SW (Aljustrel, 2006), Vipasca, nº 2, 2ª Série.

Duarte, C; Evangelista, L; Lago, M. Valente, M.J. e Valera, A.C. (2006) - “Animal remains in Chalcolithic funerary context in Portugal: the case of Perdigões (Reguengos de Monsaraz, Alentejo)”, Actas do IV congresso de Arqueologia Peninsular, 3, Universidade do Algarve, p.47-55.

Elena Mata, Juan Fernández y José Luís Caro (2011) - “Figurinha en xisto procedente del relleno del foso 1 del complexo arqueológico dos Perdigões (Reguengos de Monsaraz), Apontamentos de Arqueologia e Património, 7, Lisboa, NIA-ERA, p.19-22.

Evangelista, Lucy (2003) - O complexo arqueológico dos Perdigões e a construção da paisagem em Reguengos de Monsaraz, Dissertação de Mestrado, Porto.

Evangelista, L. S; Jacinto, Mª João (2008) - "Deposições intencionais ou naturais? Análise estratigráfica e material do fosso exterior do recinto dos Perdigões", Actas do III Encontro de Arqueologia do SW (Aljustrel, 2006),Vipasca, nº2, 2ª Série.

Godinho, R. (2008) - “Deposições funerárias em fossa nos Perdigões: dados antropológicos do Sector I”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 3, Lisboa, NIA-ERA, p.29-34.

Gomes, M.V. (2000a) – Cromeleque do Xerez. A ordenação do caos. In SILVA, A.C. (Ed.) Das pedras do Xerez às novas terras da Luz. Beja: Edia, p. 17-190.

Gomes, M.V. (2000b) – O menir e o recinto do Barrocal. Resumo das comunicações apresentadas ao II Colóquio Internacional sobre Megalitismo (Reguengos de Monsaraz, 2000), p. 25.

Gomes, M.V. (1997a) – Anta da Belhoa (Reguengos de Monsaraz, Évora). Resultados da campanha de escavações de 1992. Cadernos de Cultura, 1. Reguengos de Monsaraz: Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, p. 39-69.

Gomes, M.V. (1997d) – O menir da Herdade das Vidigueiras (Reguengos de Monsaraz, Évora). Resultados dos trabalhos efectuados em 1988. Cadernos de Cultura de Reguengos de Monsaraz. I, p. 17-37.

Gonçalves, J. P. (1975) – Roteiro de alguns megálitos da região de Évora. Separata de A Cidade de Évora. Évora: [s.n.]. 58, p.3-25.

Gonçalves, J. P. (1972) – Arte Rupestre de Monsaraz. Arquivos do Centro Cultural Português. Paris: [s.n.]. V, p. 489-502.

Gonçalves, J. P. (1970) – Menires de Monsaraz. Arqueologia e História. [s.l:s.n.]. IX: II, p. 157-176.

Gonçalves, J. P. (1962) – Monsaraz e seu termo. Boletim da Junta Distrital de Évora. Évora: [s.n.], p. 269-351.

Gonçalves, J. P. (1957) – Roteiro de alguns megálitos da região de Évora. A Cidade de Évora. Évora: [s.n.]. XXXII: 58 Jan-Dez., p. 241-261.

GONÇALVES, V. S. (2008c) – Na primeira metade do 3º milénio a.n.e., dois subsistemas mágico-religiosos no Centro e Sul de Portugal. In HERNANDEZ PEREZ, M. S. ; SOLER DIAZ, J. A. ; LÓPEZ PADILLA, J. A., ed. lit. - IV Congreso del Neolítico Peninsular : 27-30 de noviembre de 2006. Alicante : Museo Arqueológico de Alicante, 2008. Vol. 2, p. 112-120.

.GONÇALVES, V. S. (2006a) – Manifestações do Sagrado na Pré-História do Ocidente peninsular. 7. As placas híbridas: Definição do conceito, alguns poucos exemplos e, de novo, os possíveis significados das placas. Revista Portuguesa de Arqueologia. Lisboa: IPA, 9: 2, p. 27-59.

GONÇALVES, V. S. (2006) – Quelques questions autour du temps, de l’espace et des symboles mégalithiques du centre et sud du Portugal. In Origine et dévelopment du mégalithisme de l’ouest de l’Europe (Bougon, 26-30 octobre 2002). Bougon- 2006. vol. 1, p. 485-510.

Gonçalves, V. S. (2004) – Manifestações do sagrado na Pré-história do Ocidente peninsular. 5. O explícito e o implicito. Breve dissertação, invocando os limites fluidos do figurativo, a propósito do significado das placas de xisto gravadas do terceiro mílénio a.n.e. Revista Portuguesa de Arquelogia. 7-1. Lisboa: IPA, 165-183.

Gonçalves, V. S. (2003a) – A anta 2 da Herdade dos Cebolinhos (Reguengos de Monsaraz). As intervenções de 1996 1 1997 e duas datas de radicarbono para a última utilização da Câmara ortostática. Revista Portuguesa de Arquelogia. 6-2. Lisboa: IPA, 143- 166.

Gonçalves, V. S. (2003b) – Manifestações do sagrado na Pré-história do Ocidente peninsular. 4. A «síndrome das placas loucas». Revista Portuguesa de Arquelogia. 6-1. Lisboa: IPA, 131-157.

Gonçalves, V. S. (2003c) – Sítios, “Horizontes” e Artefactos, estudos sobre o 3º milénio no Centro e Sul de Portugal. Cascais: Câmara Municipal. 2ª edição revista e aumentada com dois novos ensaios.

Gonçalves, V. S. (2003d) – STAM-3, a anta 3 da Herdade de Santa Margarida (Reguengos de Monsaraz). Lisboa: IPA.

Gonçalves, V S. (2003e) – Pastores, agricultores e metalurgistas em Reguengos de Monsaraz: os 4º e 3º milénios. Ophiussa. Lisboa: [s.n.]. 1.

Gonçalves, V. S. (2002b) – Lugares de povoamento das antigas sociedades camponesas entre o Guadiana e a Ribeira do Álamo (Reguengos de Monsaraz): um ponto da situação em inícios de 2002. Revista Portuguesa de Arquelogia. 5-2. Lisboa: IPA, 153-189.

Gonçalves, V. S. (2002a) – Duas áreas de inesperado avanço sobre a vida e a morte das antigas sociedades camponesas do Guadiana médio - a mega-operação do Alqueva, um balanço dos blocos 3 e 6 em fins de 2002. Al-Madan, II ª série, 11, p. 99-108.

Gonçalves, V. S. (2001a) – A anta 2 da Herdade de Santa Margarida (Reguengos de Monsaraz). Revista Portuguesa de Arqueologia. Lisboa. 4:2, p. 115-206.

Gonçalves, V. S. (2001b) – As antas da Herdade de Santa Margarida (Reguengos de Monsaraz). Al-madan. Almada. 2ª Série. 10, p. 204-207.

Gonçalves, V. S. (2000) – Muitas antas, pouca gente? Muitas antas, pouca gente? Actas do I Colóquio Internacional sobre Megalitismo. Trabalhos de Arqueologia. 16. Lisboa: IPA, p. 5-10.

Gonçalves, V.S. (1999) – Reguengos de Monsaraz – Territórios Megalíticos. [s.l.]: CMRM.

Gonçalves, V. S. (1995a) – O grupo megalítico de Reguengos de Monsaraz: procurando algumas possíveis novas perspectivas, sem esquecer as antigas. O Megalitismo do Centro de Portugal: Mangualde. Viseu: Centro de Estudos Pré-históricos da Beira – Alta, p. 115-135.

Gonçalves, V. S. (1995b) – Pastores, agrícultores e metalurgistas em Reguengos de Monsaraz: os 4º e 3º Milénios. Ofiussa 1. [s.l.]: Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras de Lisboa, p. 1-21.

Gonçalves, V. S. (1995c) – Sítios, “Horizontes” e Artefactos. Leituras críticas de realidades perdidas. Cascais: Câmara Municipal.

Gonçalves, V. S. (1993a) – A primeira metade do 3º milénio no Cento/Sul de Portugal. Algumas breves reflexões, enquanto outras não são possíveis. TAE. «Actas do 1º Congresso de Arqueologia Peninsular». Porto: [s.n.]. IV, p. 117-131.

Gonçalves, V. S. (1993c) – As práticas funerárias nas sociedades do 4º e 3º milénios. O megalitismo. In MEDINA, J. (dir) - História de Portugal. Lisboa: Ediclube. I, p. 247-301.

Gonçalves, V. S. (1993d) – Manifestações do sagrado na pré-história do Ocidente Peninsular. 3. A Deusa dos olhos de sol. Um primeiro olhar. Revista da Faculdade de Letras de Lisboa. 15. 5ª série, p. 41-47.

Gonçalves, V. S. (1993e) – O grupo megalítico de Reguengos de Monsaraz: procurando algumas possíveis novas perspectivas, sem esquecer as antigas. Seminário O Megalitismo no Centro de Portugal. Mangualde: [s.n.], p.1-21.

Gonçalves, V. S. (1994a) – A primeira metade do 3º milénio no Centro/Sul de Portugal. Algumas breves reflexões, enquanto outras não são possíveis. TAE. Porto: SPAE. Actas do 1º Congresso Peninsular de Arqueologia. 1993.

Gonçalves, V. S. (1992) – Revendo as antas de Reguengos de Monsaraz. Lisboa: UNIARQ/INIC

Gonçalves, V. S. (1990/91) – Tesp 3: O povoado pré-histórico da Torre do Esporão (Reguengos de Monsaraz). Portugália. Porto: Instituto de Arqueologia de Faculdade de Letras. (n.s.). 11-12, p. 53-72.

Gonçalves, V. S. (1991) – Sítios, "Horizontes" e Artefactos: 2. Algumas considerações sobre as chamadas taças carenadas e a primeira metade do 3º milénio em Portugal. Arquivo de Cascais. Cascais: Câmara Municipal da Cascais. 10, p. 81-120.

Gonçalves, V. S. (1988/89) – A ocupação pré-histórica do Monte Novo dos Albardeiros (Reguengos de Monsaraz). Portugália. Porto: Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras. N.S. 9-10, p. 49-61.

Gonçalves, V. S. (1989) – Manifestações do sagrado na pré-história do Ocidente Peninsular. Almansor. Actas do Colóquio Internacional de Arte Pré-histórica. Montemor-o- Novo: Câmara Municipal de Montemor-o-Novo. 7, p. 289-302.

GONÇALVES, V. S; MARCHAND, G; SOUSA, A. C. (2008) – Mudança e permanência do Mesolítico final ao Neolítico (Reguengos de Monsaraz, Évora, Portugal). In HERNANDEZ PEREZ, M. S.; SOLER DIAZ, J. A. ; LÓPEZ PADILLA, J. A., ed. lit. - IV Congreso del Neolítico Peninsular: 27-30 de noviembre de 2006. Alicante: Museo Arqueológico de Alicante, 2008. Vol. 2, p. 167-177.

Gonçalves, V. S; Sousa, A.C. (2000) – O grupo megalítico de Reguengos de Monsaraz e a evolução do megalitismo no Ocidente peninsular (espaços de vida, espaços de morte: sobre as antigas sociedades camponesas em Reguengos de Monsaraz. In Gonçalves, V.S., (ed.) Muitas Antas, Pouca Gente?- Actas do Colóquio Internacional sobre Megalitismo. Lisboa: IPA, 11-104.

Gonçalves, V. S; Sousa, A.C. (1997) – A propósito do grupo megalítico de Reguengos de Monsaraz e das origens do megalitismo no Ocidente Peninsular. Actas do Colóquio Interncional O Neolítico Atlântico e as Orixes do Megalitismo. Santiago de Compostela: Consello da Cultura Gallega, Universidade de Santiago de Compostela, Unión Internacional de Ciencias Prehistóricas e Protohistóricas, p. 609-634.

Gonçalves, V. S; Balbín-Behrmann, R; Bueno-Ramírez, P. (1997) – A estela-menir do Monte da Ribeira (Reguengos de Monsaraz, Alentejo, Portugal). Brigantium. A Coruña: [s.n.]. 10, p. 235-254.

Gonçalves, V. S; Calado, M. e Rocha, L. (1992) – Reguengos de Monsaraz: o antigo povoamento da Herdade do Esporão. Setúbal Arqueológica. Setúbal: MAEDS. IXX, p. 391-412.

Gonçalves, V. S; Calado, M. (1990-91) – A necrópole da Idade do Bronze do Monte dos Cebolinhos (S. Pedro do Corval, Reguengos de Monsaraz). Notícia da sua identificação. Portugália. Porto: IAFLP. (n.s.):11-12, p. 143-147.

José E. Márquez, José Suaréz, Elena Mata, Víctor Jiménez y José L. Caro (2011) - “Actividades arqueológicas de la Universidad de Málaga en el complexo arqueológico dos Perdigões (Reguengos de Monsaraz, Portugal)”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 7, Lisboa, NIA-ERA, p.33-40.

Lago, M. (2003) - “Arqueologia em construção e o complexo arqueológico dos Perdigões”, Recintos murados da Pré-História Recente (S.O.Jorge coord.), Porto-Coimbra, DCTP/CEAUCP, p.225-240.

Lago, M; Duarte, C; Valera, A; Albergaria, J; Almeida, F; Carvalho, A. F. (1998) – Povoado dos Perdigões (Reguengos de Monsaraz): dados preliminares dos trabalhos arqueológicos realizados em 1997. Revista Portuguesa de Arqueologia. Lisboa: IPA. 1, p. 45-153.

Leisner, V. (1970) – Micrólitos de tipo tardenoisense em dólmens portugueses. Actas das I Jornadas Arqueológicas da Associação dos Arqueólogos Portugueses. Lisboa, v.II, p. 195-198.

Leisner, G. e V. (1959) – Die Megalithgraber der Iberischen Halbinsel: Der Westen. Berlin: Walter de Gruyter. II: 2.

Leisner, G. e V. (1985) – Antas do concelho de Reguengos de Monsaraz. Lisboa: UNIARCH (reed.).

Marta-Moreno, G. e Cabaço, N. (2009) - “Restos faunísticos em contexto funerário: fossas 7 e 11 dos Perdigões (Reguengos de Monsaraz)”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 4, Lisboa, NIA-Era Arqueologia, p.11-14.

Márquez Romero, J.E., Jiménez Jáimez, V. e Mata Vivar, E. (2008) - "Excavaciones en el yacimiento de Perdigões (Reguengos de Monsaraz, 2008-2010). Universidad de Málaga (España).", Apontamentos de Arqueologia e Património, 2, Lisboa, NIA-ERA, p.27-34.

Odriozola, C. (2008) - “Scientific analyses of the white inlayed material of the symbolic potteryfrom povoado dos Perdigões”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 3, Lisboa, NIA-ERA, p.41-44.

Odriozola, C; Hurtado Pérez, V.; Dias, M.I. e Valera, A.C. (2008) - “Produção e consumo de campaniformes no vale do Guadiana: uma perspectiva ibérica”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 3, Lisboa, NIA-ERA, p.45 - 52.

Odriozola, C.P., Linares-Catela, J.A. e Hurtado-Pérez, V. (2010) - "Perdigões' green beads provenance analysis", Apontamentos de Arqueologia e Património, 6, Lisboa, NIA-ERA Arqueologia, p.47-51.

Pina, H.L. (1971) – Novos monumentos megalíticos do Distrito de Évora. Actas do II CNAP. Coimbra: [s.n.]. VI, p. 151-161.

Pina, H.L. (1962) – A Anta 2 da Azinheira (Reguengos de Monsaraz). Trabalhos de Arqueologia e Etnologia. Porto: SPAE, p. 25-46.

Pina, H.L. (1961) – A Anta da Herdade do Duque. Revista de Guimarães. Guimarães: [s.n.]. 71, p. 13-26.

Santos, M.F. (1974) – Dolmens et Menhirs de l`Alentejo. Les Dossiers de l` Archeologie. Dijon: [s.n.]. 4, p. 10-18.

Silva, Ana Mª, Valera, António C., Costa, Cláudia e Dias, Mª Isabel (2010) - “A new research project on funerary practices at Perdigões enclosure”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 5, Lisboa, NIA-ERA Arqueologia, p.43-48.

Wheeler, Jane (2010), "Paleoenvironmental assessment of two archaeological sediments from Perdigões, Alentejo region, Portugal", Apontamentos de Arqueologia e Património, 6, Lisboa, NIA-ERA Arqueologia, p.41-45.

Valera, A. C. (2010) - "Marfim no recinto calcolítico dos Perdigões (1): "Lúnukas, fragmentação e ontologia dos artefactos", Apontamentos de Arqueologia e Património, 5, Lisboa, NIA-ERA Arqueologia, p. 31-42.

Valera, A. C. (2010) - "Construção da temporalidade dos Perdigões: contextos neolíticos da área central", Apontamentos de Arqueologia e Património, 5, Lisboa, NIA-ERA Arqueologia, p. 19-26.

Valera, A. C. (2008) - “Intervenção arqueológica de 2007 no interior do recinto pré-histórico dos Perdigões (Reguengos de Monsaraz)”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 1, NIA-ERA, p. 15-22.

Valera, A. C. (2008) - “O recinto calcolítico dos Perdigões: fossos e fossas do Sector I.”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 3, Lisboa, NIA-ERA, p.19-27.

Valera, A. C. (2008) - “Mapeando o Cosmos. Uma abordagem cognitiva aos recintos da Pré-História Recente”, ERA Arqueologia, 8, Lisboa, Era Arqueologia/Colibri, p.112-127.

Valera, A. C. (2006) - “A margem esquerda do Guadiana (região de Mourão) dos finais do 4º aos inícios do 2º milénio AC.”, Era Arqueologia, 7, Lisboa, p.136-210.

Valera, A. C. (2003) - "A propósito de recintos murados do 4º e 3º milénios AC: dinâmica e fixação do discurso arqueológico", Recintos murados da Pré-História Recente (S.O.Jorge coord.), Porto-Coimbra, DCTP/CEAUCP, p.149-168.

Valera, A.C. e Godinho, R. (2010), "Ossos humanos provenientes dos fossos 3 e 4 e gestão da morte nos Perdigões", Apontamentos de Arqueologia e Património, 6, Lisboa, NIA-ERA Arqueologia, p.29-39.

Valera, A. C; Godinho, R. (2009) - "A gestão da morte nos Perdigões (Reguengos de Monsaraz): novos dados, novos problemas", Estudos Arqueológicos de Oeiras, 17, Oeiras, Câmara Municipal, p.371-387.

Valera, A.C., Jorge, P. e Lago, M. (2008) - “O complexo arqueológico dos Perdigões. Breve percurso de uma Arqueologia de minimização a uma Arqueologia em construção e em sociedade”, Almadan, II série, 16, p.115-123.

Valera, A. C, Lago, M., Duarte, C., Dias, Mª I. e Prudêncio, Mª I. (2007) - “Investigação no complexo arqueológico dos Perdigões: ponto da situação de dados e problemas”, Actas do 4º Congresso de Arqueologia Peninsular, Faro, Universidade do Algarve.

Valera, A. C; Silva, A. M. (2001) - “Datações de radiocarbono para os Perdigões (1): contextos com restos humanos nos Sectores I e Q”, Apontamentos de Arqueologia e Património, 7, Lisboa, NIA-ERA, p.7-14.

Valera, A.C., Lago, M., Duarte, C. e Evangelista, L.S. (2000) - "Ambientes funerários no complexo arqueológico dos Perdigões: uma análise preliminar no contexto das práticas funerárias calcolíticas no Alentejo", ERA Aqueologia, 2, Lisboa, ERA/Cilibri, p.84-105.

Nota - alguma desta bibliografia encontra-se disponível on-line, nomeadamente:

http://www.uniarq.net/publicaccedilotildees.htm

http://www.uniarq.net/biblioteca-online.html

http://www.nia-era.org/content/view/280/33/